Argentina deve anunciar retomada de voos para o México

O governo argentino deve anunciar hoje o fim da suspensão dos voos entre a Argentina e o México, que devem ser retomados partir da próxima terça-feira. A decisão já foi tomada pela presidente Cristina Fernández de Kirchner, segundo fontes oficiais, mas o assunto será tratado pelo comitê de crise, criado para monitorar as medidas preventivas contra a gripe suína. O comitê presidido pelo chefe de gabinete da Presidência, Sergio Massa, se reunirá hoje à tarde e, logo após, a decisão deverá ser comunicada à imprensa.

MARINA GUIMARÃES, Agencia Estado

14 de maio de 2009 | 09h39

A medida adotada há mais de duas semanas para prevenir a chegada do vírus Influenza A (H1N1) criou um atrito diplomático com o presidente do México, Felipe Calderón. A ministra de Saúde, Graciela Ocaña, informou que até o momento o país só registrou um caso da gripe e que as medidas sanitárias nos aeroportos e portos estão sob controle. O Ministério de Saúde afirma que 15 amostras de sangue, tomadas ontem de pessoas com sintomas similares aos da gripe suína, foram enviadas ao Instituto Malbrán. Outras 154 amostras estão em estudo.

Enquanto isso, os hotéis nos balneários de Cancún e Riviera Maya, no México, anunciaram promoções de três anos de férias grátis para os turistas que provarem que contraíram o vírus da gripe suína durante estadia nestes locais. "Garantia livre de gripe assegura ao turista três anos de viagens grátis se ele apresentar sintomas de gripe A H1N1 oito dias depois que regressar de sua viagem", afirmou Fernando García, diretor de um dos hotéis participantes da promoção que visa recuperar o turismo no país.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaArgentinaMéxicovoos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.