Argentina deve rejeitar extradição de Astiz

A Argentina deve rejeitar pedidos de extradição do ex-capitão da Marinha Alfredo Astiz, disse nesta terça-feira o ministro da Defesa, Horacio Jaunarena.O país não extradita cidadãos por crimes cometidos na Argentina.Acusado de vários crimes durante a ditadura (1976-1983), Astiz foi detido na segunda-feira por solicitação da Justiça da Itália, que o está processando pelo seqüestro de um casal italiano.Nesta terça-feira, a França pediu a extradição dele, pelo desaparecimento de duas freiras francesas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.