Argentina e Paraguai reforçam segurança na fronteira

A Argentina reforçou a segurança na fronteira com o Brasil. Soldados fortemente armados cuidam da ponte da Amizade e das redondezas. A medida é preventiva. Há tempos a polícia investiga, ainda sem resultados, supostos grupos que usariam a região para organizar ataques terroristas. Grupos especiais da polícia Argentina estão na fronteira com o Brasil. Na ponte que liga os dois países, eles observam a movimentação no Rio Iguaçu, inclusive com a ajuda de um helicóptero. A ação é preventiva porque a Argentina já sofreu dois atentados terroristas na década de 90. O comandante da operação explica que com a guerra no Iraque a atenção também se volta para a região das três fronteiras. Segundo o Bom Dia Brasil, da TV Globo, a medida também foi adotada na ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai, a fronteira mais movimentada do País. Soldados do Exército paraguaio circulam entre os carros e acompanham a entrada de pessoas. Do lado brasileiro, policiais federais também estão espalhados pela ponte da Amizade, por onde passam por dia 20 mil carros, ônibus e caminhões. Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.