Argentina facilita a vida de imigrantes do Mercosul

O governo argentino anunciou nesta sexta-feira que os habitantes dos países que integram o Mercosul terão maiores facilidades para receber o documento de residência. O Ministério do Interior informou que os cidadãos brasileiros, uruguaios, paraguaios, bolivianos e chilenos que residem na Argentina apenas terão de confirmar a nacionalidade e apresentar antecedentes criminais e certificado de saúde para obter a residência legal. Até agora, imigrantes de países vizinhos eram obrigados a cumprir uma complexa série de requisitos para regularizar a situação.Segundo dados oficiais 75% dos cerca de 900 mil imigrantes que vivem na Argentina são de nações limítrofes. O Mercosul é formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Chile e Bolívia são membros associados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.