Argentina fecha 5 escolas em razão da gripe suína

Cinco escolas argentinas foram fechadas temporariamente pelo Ministério da Saúde por causa da contaminação pela gripe suína, a Influenza A (H1N1). No domingo, o governo argentino confirmou quatro casos da doença em uma escola de classe média alta de Buenos Aires, ante um caso na semana passada. Ontem, outros 14 casos foram detectados, todos estudantes da escola da capital do país. Ao todo, foram confirmados ao todo 19 casos de gripe suína na Argentina.

MARINA GUIMARÃES, Agencia Estado

26 de maio de 2009 | 10h36

Por causa do avanço da enfermidade, a ministra Graciela Ocaña decidiu fechar temporariamente a escola e, como medida de prevenção, também suspendeu as aulas em outras três escolas privadas. As escolas fechadas são todas particulares, sendo duas da capital federal, duas do distrito de Pilar e uma de Olivos, região onde está localizada a residência presidencial. A medida será válida até o dia 8 de junho.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaArgentinaescolas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.