Argentina: greve paralisa setor bancário

Uma greve geral de bancários paralisa todos os bancos na Argentina, nesta quinta-feira. O protesto é contra a demissão de colegas no interior do país, e que sofreram repressão policial durante mobilização na província de Tucumán. Os mercados de ações, bônus e moedas devem sofrer forte redução durante o dia em consequência da greve.

MARINA GUIMARÃES, CORRESPONDENTE, Agência Estado

29 Maio 2014 | 13h34

A Associação Bancária rejeitou a convocação de conciliação obrigatória por parte do Ministério do Trabalho, por considerá-la improcedente. "Legalmente não corresponde", disse a associação em nota distribuída à imprensa. No dia 13 de maio, 22 bancários, que protestavam contra demissões no banco provincial Caja Popular, foram baleados pela polícia.

Mais conteúdo sobre:
Argentina Greve

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.