Argentina nega envolvimento da Força Aérea em tráfico

O governo argentino negou hoje que a Força Aérea do país esteja envolvida no transporte de quase uma tonelada de cocaína para a Espanha. O ministro da Defesa, Arturo Puricelli, lamentou, em declarações à rádio La Red, que a Força Aérea "tenha sido atingida pela triste circunstância" de que os três argentinos detidos na Espanha por transportar a droga em um avião privado sejam familiares de ex-altos chefes militares.

AE, Agência Estado

26 de janeiro de 2011 | 18h03

Os suspeitos foram presos no dia 2 de janeiro no aeroporto de El Prat, em Barcelona, e foram identificados como Gustavo e Eduardo Juliá, filhos do falecido ex-chefe da Força Aérea José Julia, e Gastón Miret, filho do brigadeiro José Miret, que foi secretário de planejamento durante a última ditadura (1976-1983). Puricelli afirmou que se for comprovada responsabilidade de membros da Força Aérea no caso, o governo "será severo" na aplicação das punições.

Os 18 oficiais que testemunharam perante o juiz Alejandro Catania estavam sob as ordens do comodoro Jorge Ayerdi, que na última segunda-feira pediu para ser afastado do comando da Base Aérea Militar Morón, onde, suspeita-se, a droga tenha sido embarcada. Ayerdi foi suspenso do cargo após afirmar ao juiz que o setor da base aérea onde esteve estacionado por quase dois meses o avião da empresa argentina Medical Jet não estava sob seu controle, mas sim da Administração Nacional da Aviação Civil (Anac).

Mas a declaração do chefe civil da base, Ricardo Palazón, feita dois dias atrás, isentou de qualquer responsabilidade os membros da Anac. Alguns desses funcionários se apresentaram perante o juiz. No dia 30 de dezembro, o avião saiu da base de Morón para o aeroporto internacional de Ezeiza, nas proximidades da capital, de onde partiu para a Espanha. O magistrado espera que a justiça espanhola informe como a droga foi escondida na aeronave. O governo admitiu que existe a possibilidade de a cocaína ter sido embarcada na Argentina e em Cabo Verde, onde a aeronave fez uma escala. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.