Argentina paga US$ 17 milhões ao FMI

O governo argentino enviou US$ 17 milhões ao FMI pelo pagamento de parte da dívida que mantém com o organismo. O pagamento desta parcela indica que o governo não pretende deixar de cumprir seus compromissos financeiros com os organismos multilaterais, já que nos próximos dias deverá pagar US$ 23 milhões ao BID. O Banco Central argentino deverá ainda cancelar US$ 1,7 bilhão que possuía na linha de crédito contingente para o seguro anti-corrida financeira, concedida pelos bancos estrangeiros, em setembro passado. O cancelamento destes créditos está previsto por causa da declaração de moratória da Argentina, conforme cláusula prevista na concessão do crédito. As informações são do jornal Âmbito Financeiro.Argentina renova US$ 500 mi em letesAs Letras do Tesouro (Letes) que venciam hoje foram renovadas após longas e duras negociações que só terminaram no começo da noite. No valor de US$ 500 milhões, a renovação das Letes impediu o default nestes títulos da dívida, que estão concentrados nas mãos dos fundos de pensão. As negociações foram conduzidas por Gustavo Staforini, sub-secretário de Finanças deixado por Domingo Cavallo.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.