Argentina pede aos EUA a extradição do ''''homem da mala''''

O governo argentino solicitou ontem aos Estados Unidos a extradição do empresário venezuelano Guido Antonini Wilson, acusado de tentativa de contrabando de divisas. No dia 8, ele tentou entrar na Argentina carregando uma mala com quase US$ 800 mil não declarados. O "caso da mala", como o episódio ficou conhecido, é um dos maiores escândalos envolvendo o governo de Néstor Kirchner, já que Antonini chegou ao país num jatinho fretado pela estatal argentina Enarsa. O pedido de extradição foi encaminhado pela juíza federal Marta Novatti à chancelaria argentina, que deve enviá-lo à embaixada em Washington no fim de semana, para que seja entregue, na terça-feira, ao Departamento de Estado americano. Antonini, que também tem cidadania americana, foi localizado pelo FBI em Miami, mas só deve ser preso depois que os EUA receberem o pedido da Argentina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.