Argentina pede supersopa ao Paraná

O governador do Paraná, Jaime Lerner (PFL), recebeu nesta quinta-feira pedido de ajuda humanitária, encaminhado pelo presidente da Federação Argentina de Produtores de Hortigranjeiros, Raul Giboudot, em nome da primeira-dama do país, Hilda Duhalde. Os argentinos querem saber da possibilidade de envio de latas da supersopa, alimento concentrado produzido na Ceasa do Estado. Eles também pretendem que a tecnologia de produção seja repassada para as centrais de abastecimento argentinas. A secretária da Criança e Assuntos da Família, Fani Lerner, responsável pela distribuição da supersopa, vai estudar a possibilidade de atender o pedido rapidamente. Na carta enviada ao governador, Giboudot afirma que 40% da população argentina "encontra-se abaixo da linha de pobreza, com graves dificuldades econômicas e sociais". A supersopa é produzida com as sobras de comercialização de produtos na Ceasa. A produção mensal é de 9.800 latas. Cada uma delas tem 4,1 quilos e rende 45 refeições. O alimento é distribuído em creches e entidades assistenciais. Leia o especial

Agencia Estado,

10 Janeiro 2002 | 19h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.