Agustin Marcarian/REUTERS
Agustin Marcarian/REUTERS

Argentina registra mais de 10 mil novos casos de coronavírus pela 1ª vez

Mais de 72% dos 268 mil infectados já se recuperaram do contágio no país

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2020 | 02h38

BUENOS AIRES - A Argentina registrou pela primeira vez desde o início da pandemia da covid-19 mais de 10 mil novos casos em 24 horas, com 10.550 notificações de infecção nesta quarta-feira, 26, o que elevou o total no país vizinho para 370.188.

Os números são do Ministério da Saúde, que confirmou também mais 276 mortes causadas pelo novo coronavírus, fazendo com que o número de vítimas desde o começo da crise sanitária chegue a 7.839.

Até o momento, ainda de acordo com a pasta, 268.801 pessoas se recuperaram do contágio, o que representa 72,6% do total de infectados. Nesta quarta-feira, 22 das 24 jurisdições administrativas da Argentina - são 23 províncias mais a capital - registraram novos casos.

A província de Buenos Aires esteve novamente no topo da lista de mortes diárias, com 223, 40 delas na capital, que teve ainda mais 1.568 dos 8.196 novos infectados da região. Na sequência do ranking de óbitos aparece Jujuy, com 13.

O número de leitos de terapia intensiva ocupados em todo o país vizinho é de 58,1%, com 2.022 pacientes, mas o percentual sobe para 66,7% se levados em conta apenas a região metropolitana de Buenos Aires (Amba). /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.