Juan Ignacio Roncoroni/EFE
Juan Ignacio Roncoroni/EFE

Argentina registra recorde diário com mais de 7 mil casos do novo coronavírus pela 1ª vez

Segundo o Ministério da Saúde, mais 127 óbitos foram confirmados nesta quarta-feira, 5

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de agosto de 2020 | 02h10

BUENOS AIRES - No mesmo dia em que ultrapassou a marca de 4 mil mortes por covid-19, indo a 4.106, a Argentina registrou nesta quarta-feira, 5, mais de 7 mil novos casos de coronavírus, com 7.147, e chegou a um total de 220.682 desde o começo da pandemia.

Segundo o Ministério da Saúde do país vizinho, mais 127 óbitos foram confirmados, com 116 só na província de Buenos Aires. Desses, 32 ocorreram na cidade homônima, que teve ainda 1.467 novas infecções.

As outras mortes ocorreram nas províncias de Chaco, Córdoba, Entre Ríos e Neuquén, com duas cada, além de Mendoza e Santa Fé, que reportaram uma cada.

Além de Buenos Aires, há um surto ativo em Jujuy, no norte do país, que, no entanto, teve uma queda no contágio. Foram 135 casos confirmados nesta quarta, dois a menos que em Córdoba.

Até hoje, 96.948 pessoas foram consideradas recuperadas da covid-19. Há 1.219 pacientes com a doença em leitos de terapia intensiva, o que representa uma taxa de ocupação de 56,3%. Se levada em conta apenas a a região metropolitana de Buenos Aires, o percentual sobe para 66,1%./EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.