Argentino desaparece na Itália com um milhão de euros

A polícia italiana está em busca do argentino Miguel Angel Cerbelli, de 31 anos, que fugiu com ? 1 milhão. Cerbelli desapareceu quando transitava pelo pequeno povoado de Ovada, na região de Piemonte, noroeste da Itália, no carro forte de uma empresa de valores para a qual trabalhava. O capitão de carabineiros Alessandria Vito Petrera, encarregado das investigações, disse à Associated Press que não acredita na possibilidade de o argentino ter saído da Itália."Duas horas depois de seu desaparecimento, avisamos os portos e aeroportos para evitar que ele conseguisse sair do país", afirmou. O policial disse que, durante uma revista da casa do suspeito em Valência, onde está sediada a empresa, "constatamos que levou a roupa em uma mala e deixou as armas que usava durante o serviço".De acordo com ele, Cervelli mora há três anos na Itália e aparentemente executava bem seu serviço. Acrescentou que o argentino "era um jovem normal, de boa aparência, que trabalhava durante o dia e à noite freqüentava discotecas". Pouco antes de desaparecer, Cervelli havia comentado com um companheiro: "Não me sinto bem. Vou dar uma voltinha." Seu colega entrou para fazer uma entrega em um banco e, desde então, não viu mais o argentino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.