Argentinos chegam ao Brasil para fugir da crise

Milhares de argentinos negociam com autoridades brasileiras um visto de entrada e permanência no Brasil, para fugir da crise econômica do País, confirmaram fontes dos serviços de emigração consultados pela Agência Associated Press (AP), em um despacho divulgado hoje. Segundo as fontes, o diretor geral da Polícia Federal, Agilio Monteiro, disse que os escritórios de emigração receberam nos últimos meses nos consulados brasileiros em cidades da Argentina, uma quantidade anormal de pedidos de residência temporária ou permanente no Brasil. Salientou ainda que os argentinos que querem viver no Brasil são pessoas entre 25 e 40 anos ou mais. Alguns deles com interesses em transferir seus negócios para o Brasil ou ainda trabalhar no País.O despacho cita ainda uma reportagem de O Estado de S.Paulo, que mostra que um dos lugares favoritos pelos argentinos para se estabelecerem no País é o Estado de Santa Catarina, que fica próximo à fronteira com o país. O diretor da Policia Federal diz também que outras cidades do Brasil, como Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília também aumentaram suas comunidades de argentinos, alguns dos quais chegam com visto de turista para estudar o mercado e posteriormente solicitam o visto permanente de residência.Muitos dos argentinos chegam sós, e depois de alguns meses, geralmente três meses, voltam ao seu país para buscar seus familiares. Um especialista consultado pela AP diz que é cada vez maior a presença de argentinos no Brasil com o propósito de morar, fugindo da crise econômica que afeta o seu país, onde milhares de pessoas perderam seus empregos.fim

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.