Argentinos fazem manifestação pelas Malvinas

Policiais e manifestantes entraram em confronto do lado de fora da embaixada britânica em Buenos Aires, capital da Argentina, em meio à ascendente disputa diplomática sobre as ilhas Malvinas, chamadas de Falklands pelos britânicos.

AE, Agência Estado

20 de janeiro de 2012 | 14h14

Uma pequeno grupo de manifestantes compareceu nesta sexta-feira ao local depois que o primeiro-ministro britânico David Cameron ter acusado a Argentina de ser "muito mais do que colonialista" por reafirmar suas reivindicações sobre as ilhas.

O vice-presidente da Argentina, Amado Boudou, e o Ministro de Relações Exteriores Hector Timerman disse que Cameron está ignorando a história e que todos sabem que a Grã-Bretanha é, há séculos, a principal potência colonialista do mundo.

A Argentina tenta levar o Reino Unido para uma negociação sobre a soberania das ilhas na Organização das Nações Unidas. A Grã-Bretanha recusa o pedido e planeja enviar mais apoio militar para o arquipélago. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ARGENTINAREINO UNIDOMALVINAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.