Ariel Castro vai se declarar inocente de crimes em Ohio

Os advogados de Ariel Castro, o homem acusado de manter três mulheres em cativeiro por cerca de uma década, disseram que ele vai se declarar inocente. Os advogados Craig Weintraub e Jay Schlachet disseram à emissora de televisão WKYC que seu cliente tem sido retratado como um "monstro" pela mídia e que após terem se reunido com ele na terça-feira não o veem dessa forma.

Agência Estado

15 de maio de 2013 | 14h53

Weintraub disse que não é justo e é ofensivo o fato de "a mídia e a comunidade quererem demonizar este homem antes que saibam de toda a história". Schlachet afirmou que detalhes da inocência de Castro "serão divulgado no decorrer do processo".

Weintraub disse também que Castro "ama muito" a filha que teve com a suposta vítima de sequestro Amanda Berry. Ele é acusado de sequestro e estupro de Berry, Gina DeJesus e Michelle Knight. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAmulheres desaparecidasAriel Castro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.