Armas chegam aos jihadistas

O receio dos Estados Unidos em armar os rebeldes que combatem Bashar Assad na Síria aumentou quando relatórios internos indicaram que a maior parte do armamento já enviado por outros países chegou a grupos islâmicos radicais. Em outubro, o New York Times publicou informações de bastidores mostrando que as autoridades americanas sabiam que a maior parte dos carregamentos fornecidos por Arábia Saudita e Catar foram parar nas mãos dos jihadistas que lutam ao lado dos insurgentes sírios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.