Armas seqüestradas por Israel eram para o Hezbollah

As armas embarcadas no navio Karine A, seqüestrado pela marinha israelense no Mar Vermelho em 3 de janeiro, eram destinadas aos guerrilheiros do movimento libanês Hezbollah, informou o líder da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat. "Este caso é uma mentira total; a nave pertence ao Hezbollah, que a adquiriu de seu proprietário iraquiano por US$ 400 mil", disse Arafat, citado hoje pelo jornal de Beirute L´Orient le Jour. "As armas eram destinadas ao Hezbollah; não temos nada a ver com este caso".Desde fins dos anos 80, os guerrilheiros islâmicos do Hezbollah combatem contra a ocupação israaelense do sul do Líbano, que começou em 1978 e terminou em maio de 2000. Durante anos, o Hezbollah recebeu provisões de armas do Irã, enviadas por avião através da Síria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.