Armênio é encontrado morto a punhaladas em Moscou

O corpo de um adolescente armênio, apunhalado na madrugada deste sábado, foi encontrado no domingo pela Polícia de Moscou em um dos bairros da periferia da capital russa."O morto foi identificado como Artur Martirosian, cidadão armênio de 15 anos que residia em Moscou em um apartamento alugado. Uma punhalada na parte esquerda do peito foi letal", disse uma fonte policial à agência "Interfax".A fonte acrescentou que a Polícia está analisando os móveis e os objetos pessoais da vítima, inclusive a mochila com livros escolares que ele carregava, para tentar encontrar possíveis impressões digitais do assassino.Por enquanto, não se sabe os motivos do crime, mas vários meios de comunicação não descartam que seja um novo ataque xenófobo. De acordo com os dados divulgados no fim deste ano pelo centro de defesa dos direitos humanos "Sová", 39 pessoas morreram e mais de 300 ficaram feridas no ano passado em diversos ataques racistas, cada vez mais freqüentes neste país.Os principais alvos dos grupos xenófobos são os estudantes africanos e asiáticos, assim como os imigrante das repúblicas russas do Cáucaso do Norte e dos Estados que surgiram após a desintegração da URSS na Ásia Central e no Cáucaso do Sul, como a Armênia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.