Arqueólogos encontram grinalda de ouro na Grécia

Achado data aproximadamente do século 4º antes de Cristo, durante o qual Felipe e Alexandre reinaram

AE-AP, Agencia Estado

29 de agosto de 2008 | 14h47

Uma grinalda de ouro de valor incalculável foi encontrada em uma cidade antiga no norte da Grécia, enterrada com ossos humanos em um grande vaso de cobre. Inicialmente, os responsáveis pelas escavações pensavam que o objeto era uma mina terrestre. A Universidade de Tessalonica informou hoje, por meio de comunicado, que a "extraordinária" descoberta foi feita durante escavações nesta semana nas ruínas de Aigai.     Foto:AP A cidade foi a primeira capital da antiga Macedônia, onde o rei Felipe II - pai de Alexandre, o Grande - foi assassinado. Saatsoglou-Paliadeli, um professor de arqueologia da universidade, afirmou que o achado data aproximadamente do século 4º antes de Cristo, durante o qual Felipe e Alexandre reinaram.As grinaldas de ouro são raras e eram enterradas junto com nobres antigos. O achado também é pouco usual, pois os ricos artefatos aparentemente haviam sido removidos de uma tumba durante tempos antigos e, por alguma razão não esclarecida, enterrados novamente na região do mercado local, perto do teatro em que Felipe morreu esfaqueado.

Tudo o que sabemos sobre:
arqueologiaGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.