Arquidiocese de Boston pagará US$ 85 milhões por abusos

A Arquidiocese de Boston concordou em pagar US$ 85 milhões para encerrar mais de 500 processos judiciais abertos por pessoas que se dizem vítimas de abusos sexuais cometidos por padres católicos, informa um advogado envolvido no caso. Esta é a maior indenização já paga por uma diocese para pôr fim às acusações de molestamento menores.O acordo, concluído após meses de negociações, marca um passo importante para acalmar a crise que vem dilacerando a quarta maior arquidiocese católica dos Estados Unidos há quase dois anos. Sob os termos do pacto, vítimas receberão indenizações de US$ 80.000 a US$ 300.000, diz o advogado Roderick MacLeish Jr., cujo escritório representa cerca de metade dos queixosos.O valor de cada compensação individual será definido por um mediador com base no tipo de abuso sofrido, sua duração e o ferimento provocado. Pais que alegam que seus filhos foram abusados receberão US$ 20.000. ?O acordo foi assinado. o acordo está feito?, disse Marcia Brier, porta-voz da firma de advocacia, a repórteres. O pacto foi fechado um mês depois de a arquidiocese ter proposto uma indenização global de US$ 55 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.