Artista quer identificar vítimas de terremoto

A dois meses do aniversário de um ano do terremoto que deixou quase 80 mil mortos na Província de Sichuan, no centro da China, o artista plástico Ai Wei Wei deu início a uma campanha na internet para identificar os milhares de estudantes que morreram soterrados com o desabamento de escolas onde se encontravam no momento do tremor. "Já se passaram mais de 300 dias desde o terremoto e o governo continua a adiar a divulgação de informações sobre as mortes", escreveu o artista, considerado o pai da arte contemporânea chinesa. Milhares de escolas desmoronaram em razão do terremoto de 8 graus na escala Richter que atingiu Sichuan, em 12 de maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.