As dúvidas sobre os e-mails de Hillary

Provável candidata democrata à presidência dos EUA, ex-secretária de Estado usou conta pessoal durante tempo em que esteve no cargo

O Estado de S.Paulo

29 Março 2015 | 02h02

1. Quem deu a aprovação para este procedimento?2. O sistema era seguro?3. Ela salvou todos os e-mails de trabalho?4. Por que ela não usou o endereço de e-mail do governo no mesmo celular que tinha o seu e-mail particular?5. Ela violou alguma lei ou regulamentação?

Hillary disse que "obedeceu a todas as normas às quais tinha obrigação de obedecer", afirmando que o uso de e-mail pessoal é permitido. Ela explicou: "O Departamento de Estado atualizou o manual de relações exteriores em 2005, o que indica que as operações normais do dia a dia devem ser realizadas num sistema computadorizado autorizado por razões de segurança, e informações "sensíveis, mas não sigilosas" não deveriam ser transmitidas por meio de contas de e-mails pessoais. Em 2011, o Departamento de Estado alertou a seus funcionários para que "evitassem tratar de assuntos oficiais do departamento em suas contas de e-mails pessoais".

O secretário de Imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, disse várias vezes na última semana que "o governo instruiu todos os funcionários a usarem seus endereços de e-mails oficiais quando realizassem trabalhos oficiais do governo".

"As normas que regem a Casa Branca são diferentes das que regem o restante do Executivo", disse Hillary em coletiva à imprensa, respondendo a uma pergunta sobre as normas da Casa Branca.

6. Bill e Hillary Clinton trocaram e-mails entre si?/ TRADUÇÃO DE ANNA CAPOVILLA

É CORRESPONDENTE EM

WASHINGTON

Mais conteúdo sobre:
Hillary Clinton EUA O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.