Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

As mulheres mais procuradas. Pelo FBI

Há 60 anos, o FBI publica a famosa lista dos 10 criminosos mais procurados. Dos 494 nomes que passaram por ela, 94% pararam na prisão. Entre os 29 que nunca foram capturados, está Osama bin Laden. O curioso é que, dos maiores inimigos públicos da história dos EUA, só oito eram inimigas. Todas acabaram atrás das grades. Uma delas, Shauntay Henderson, foi capturada em 2007 no mesmo dia em que saiu na relação. Ela foi presa depois de matar a tiros um homem que jogou seu carro para fora da pista. A maior parte das procuradas, entretanto, parou na lista por participar de movimentos de esquerda na década de 1970.

, O Estadao de S.Paulo

20 de março de 2010 | 00h00

SLATE

A família americana, unida pela crise

Desde que a crise econômica passou a golpear os EUA, as famílias estão mais unidas. Uma em cada cinco americanos de 25 a 34 anos vive com pais e avós. Uma em cada pessoa de 65 anos ou mais vive com filhos e netos.

LE MONDE

Um mundo sem intérpretes

A ONU e a União Europeia enfrentam um problema sério para quem promove o entendimento em diferentes línguas: a falta de intérpretes. A estimativa dos europeus é que, em 10 anos, 40% dos 600 contratados nos anos 1970 se aposentarão. A razão principal para a escassez é a demanda do setor privado, que paga melhor. A UE funciona com 23 idiomas e tenta recrutar candidatos pelo YouTube e o Facebook. As maiores carências são italiano, alemão e holandês.

EL PAÍS

A produção espanhola de vinho, de ressaca

Nenhum outro país destina tanta terra para fabricar vinho. Em produção, a Espanha fica atrás de França e Itália. Mesmo assim, agricultores das secas regiões de La Mancha e La Rioja, onde há 10 anos até o jogador Ronaldo investiu em vinhedos, estão preocupados com a queda de 10% no consumo. A crise não se deve só à queda nas exportações. Nos anos 1940, os espanhóis consumiam 70 litros de vinho ao ano por 20 litros de cerveja. A proporção hoje é inversa.

THE NEW YORK POST

A polícia ganha novas aliadas: bactérias

Aviso aos criminosos: apagar as impressões digitais já não é suficiente. Isso porque os germes que frequentam as mãos têm relação direta com a rotina de seu dono. Para provar isso, cientistas recolheram amostras de bactérias de um mouse e as compararam às de 270 pessoas em um ambiente de trabalho. O dono do mouse foi identificado com exatidão, embora a mão humana tenha em média 150 tipos de bactéria. Os estudiosos esperam aumentar a precisão da técnica, o que permitiria comparar as bactérias de um suspeito em um copo, por exemplo, às da cena do crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.