As pessoas é que se tornaram de extrema esquerda, diz Le Pen

O candidato ao segundo turno das eleições presidenciais da França, Jean-Marie Le Pen, afirmou, em entrevista publicada pela revista britânica Spectator, que ele não é de extrema direita, "as outras pessoas que se tornaram extremamente de esquerda". O líder do Partido da Frente Nacional também expressou seu desprezo pela imprensa, depois de uma semana de espanto ao redor do mundo com o seu inesperado sucesso eleitoral no primeiro turno do pleito francês. Sobre seu adversário, o atual presidente Jacques Chirac, Le Pen afirmou que "agora ele foi coroado como o líder da Esquerda Francesa". Segundo Le Pen, "o Partido Comunista, os trotskistas, os socialistas, os sindicatos - todos o aclamaram(Chirac) como chefão de sua máfia. Mas eu sou o candidato da França".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.