Forças Armadas das Filipinas/Efe
Forças Armadas das Filipinas/Efe

'Às vezes somos machistas demais e não deixamos espaço para a mulher', afirma papa

Em visita às Filipinas, o pontífice também pediu proteção para as crianças contra o vício, 'para que elas não terminem nas ruas'

EFE e ASSOCIATED PRESS, Estadão Conteúdo

18 de janeiro de 2015 | 07h57

Atualizado às 8h20.

O papa criticou neste domingo, 18, uma sociedade machista que não deixa espaço para a mulher, durante o encontro que teve na Universidade São Tomás de Manila diante de dezenas de milhares de jovens.

Francisco lamentou a "pouca" presença de mulheres na cerimônia e assegurou que "as mulheres têm muito que nos dizer na sociedade de hoje".

"Às vezes somos muitos machistas e não deixamos lugar para a mulher, mas a mulher é capaz de ver as coisas com olhos diferentes dos homens", acrescentou. Segundo o pontífice, "a mulher é capaz de fazer perguntas que os homens não conseguem entender".

Em particular, se referiu à pergunta que fez uma ex-menina de rua que lhe interrogou sobre o por quê de crianças sofrerem.

"Ela hoje fez a única pergunta que não tem resposta e não vieram as palavras e teve que dizê-las com lágrimas", destacou. "Quando vier o próximo papa às Filipinas que haja mais mulheres", pediu Francisco.

O papa pediu ainda para a população  proteger suas crianças do pecado e do vício, para que elas não terminem necessitadas e nas ruas. 

Ele pediu proteção de forma que elas não sejam tentadas pelo pecado ou o demônio ou distraídas por "promessas de prazeres efêmeros e superficiais".

"Precisamos cuidar dos nossos jovens, não permitindo que seja tirada deles a esperança e que sejam condenados a uma vida nas ruas", disse o papa Francisco.

Francisco dedicou a homilia final da sua semana em peregrinação na Ásia aos jovens. O domingo também foi um importante dia de festividade em homenagem ao menino Jesus.

Tudo o que sabemos sobre:
Filipinaspapamachismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.