Ashraf é eleito novo primeiro-ministro do Paquistão

Os legisladores paquistaneses elegeram nesta sexta-feira Raja Pervaiz Ashraf como novo primeiro-ministro do país, em substituição a Yousuf Razav Gilani.

AE, Agência Estado

22 de junho de 2012 | 12h43

Ashraf foi ministro da Tecnologia da Informação no governo de Gilani, que na terça-feira foi deposto pela Suprema Corte por se recusar a iniciar uma investigação de corrupção contra o presidente Asif Ali Zardari.

Ashraf foi indicado pelo governista Partido do Povo Paquistanês (PPP). Inicialmente, o PPP havia apresentado a candidatura de Makhdoom Shahabuddin, mais tarde cancelada após um tribunal emitir um mandado de prisão em que ele é acusado de - na época em que atuava como ministro da Saúde - envolvimento na importação de uma droga que pode ser usada para a fabricação de metanfetaminas. O filho de Gilani também teria ligação com o caso.

Existe a expectativa de que Ashraf tenha o mesmo destino de Gilani se ele também se recusar a dar início à investigação contra Zardari. Além disso, Ashraf é acusado de envolvimento em um esquema de corrupção que data da época em que ele serviu como ministro de Energia.

A crise política ameaça desestabilizar o Paquistão, um país que possui armas nucleares e é considerado crucial na guerra liderada pelos Estados Unidos no Afeganistão. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Paquistãopremiêeleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.