Ashton deve avaliar ampliação de laços entre UE e Irã

A chefe de política externa da União Europeia, Catherine Ashton, iniciou em Teerã, capital iraniana, neste sábado, uma viagem de dois dias ao Irã com o objetivo de ampliar os laços entre o país e o bloco. A visita da baronesa Ashton, que preside o grupo de seis potências que negocia com o Irã a redução das suas atividades nucleares, é uma das mais importantes feitas a Teerã por um oficial ocidental nos últimos anos. A expectativa é de que as negociações sobre o programa nuclear, que continuarão no dia 18 de março em Viena, não sejam o foco principal desta viagem.

AE, Agência Estado

08 de março de 2014 | 21h21

No sábado à noite, Ashton se reuniu por algumas horas com seis mulheres ativistas, incluindo Narges Mohammadi, vice-presidente dos Centro de Defensores dos Direitos Humanos, que cumpre a mais recente de várias penas de prisão por seu trabalho. No domingo, ela se encontrará com o presidente iraniano, Hasan Rouhani, o chanceler do país, Javad Zarif, e outras autoridades iranianas. "Eu acho que é importante... avaliar por mim mesma o nível de ''desejo do Irã por envolvimento'' e ser capaz de abordar algumas das questões que, em todas as partes da União Europeia, mais nos preocupam", disse ela a repórteres, após a reunião.

Entre as questões que Ashton deve abordar no domingo estão o conflito na Síria, o papel mais amplo do Irã na região e os direitos humanos. Autoridades da UE minimizaram alegações de que as conversas deste fim de semana podem levar a UE a abrir uma embaixada em Teerã. A maioria dos Estados-membros tem embaixadas ou consulados no país. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
irãvisitaueashton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.