Ásia: bolsas sobem após aumento de juros na Turquia

Os principais mercados asiáticos fecharam em alta nesta quarta-feira, 29, impulsionados pela surpreendente alta de juros do Banco Central da Turquia, que se juntou aos emergentes Índia e Brasil na tentativa de evitar uma fuga de capital estrangeiro e restaurar a confiança dos investidores.

EDGAR MACIEL, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Agência Estado

29 de janeiro de 2014 | 07h48

Na última semana, as turbulências nos mercados emergentes impactaram negativamente as bolsas da Ásia, principalmente com os problemas econômicos e políticos na Turquia e na Argentina, que enfraqueceram a lira turca e o peso argentino. Esse movimento de cautela começou após os dados da indústria da China, que vieram mais fracos que o esperado e contagiaram o mercado com preocupações sobre a economia do gigante asiático.

Para tentar corrigir esse movimento, o BC da Turquia aumentou a taxa de juros de 7,75% para 12% na noite passada, surpreendendo os investidores que voltaram a comprar a lira turca como um ativo e cessaram com a desvalorização da moeda turca, que já sofria com declínios durante as últimas duas semanas frente ao dólar.

A decisão acontece antes do anúncio pelo Federal Reserve nesta quarta-feira, previsto para às 17h, sobre o futuro da sua compra de bônus mensal. A reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em Inglês) pode anunciar mais uma redução de US$ 10 bilhões dos agora US$ 75 bilhões em estímulos.

Na China, as bolsas tiveram uma tendência positiva na sessão de hoje impulsionados por ações de bancos da região, ainda repercutindo a injeção do Banco do Povo da China (PBoC, Banco Central do país) de 375 bilhões de yuans no sistema bancário na semana passada que ajudou a

aumentar a liquidez do sistema financeiro. O índice Xangai Composto registrou alta encerrou com ganhos de 0,6%, aos 2.049,91 pontos. O índice Shenzen Composto avançou 0,9%, para 1.089 pontos.

Em outras partes da Ásia, o índice sul coreano Kospi subiu 1,2%, aos 1.941,15 pontos, após um resultado acima do esperado na produção industrial de dezembro, que cresceu 3%, maior aumento desde 2009. O índice filipino PSEi ganhou 0,8%, aos 6.609,84 pontos. Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 avançou 1%, aos 5.229 pontos, depois de ter atingido cinco semanas consecutivas em queda na última terça-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁsiaBolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.