Sonia Bakaric/AFP
Sonia Bakaric/AFP

Asiáticos entram em confronto com a polícia de Paris após morte de chinês

Homem foi morto a tiros pela polícia no domingo, na capital francesa

O Estado de S.Paulo

28 de março de 2017 | 05h56

PARIS - Representantes da comunidade asiática em Paris realizaram um protesto que terminou com 35 presos e três policiais feridos na noite desta segunda-feira, 27. O grupo protestava contra a suposta brutalidade policial no caso da morte de um homem de origem chinesa pela polícia, de acordo com as autoridades locais.

O confronto ocorreu após uma manifestação de cerca de cem pessoas em frente a uma delegacia no Distrito 19, no nordeste da capital francesa. Uma viatura foi incendiada e contêineres de lixo foram danificados. 

Na região, um homem chinês foi morto a tiros durante uma intervenção policial em uma disputa familiar no último domingo. Os policiais afirmam que foram atacados pela vítima com uma tesoura e agiram em legítima defesa — versão contestada pela família. 

O Ministério de Relações Exteriores da China convocou um diplomata francês para cobrar investigação sobre a morte e a atuação da polícia durante o protesto. / EFE e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
PARIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.