Asif Zardari presta juramento como presidente do Paquistão

Viúvo de Benazir sucede Pervez Musharraf, que renunciou em 18 de agosto para evitar processo de cassação

Efe,

09 de setembro de 2008 | 06h22

O viúvo da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, Asif Alí Zardari, prestou nesta terça-feira, 9, juramento como novo presidente do Paquistão ao chefe do Tribunal Supremo, Abdul Hamid Dogar. Ele sucede no cargo Pervez Musharraf, que renunciou em 18 de agosto para evitar um processo de cassação. O ato de posse, que foi assistido por diplomatas e diversas personalidades políticas tanto nacionais como estrangeiras, entre elas o presidente afegão, Hamid Karzai, aconteceu no Palácio Presidencial de Islamabad. Zardari entrou na sala onde ocorreu a cerimônia por volta das 13h30 local (4h30 de Brasília), e foi recebido por aplausos e gritos de "viva Bhutto". Ele estava acompanhado do primeiro-ministro, Yousef Raza Guilani, e do chefe do Senado e presidente interino, Mohamadmian Sumro. O co-presidente do governamental Partido Popular do Paquistão (PPP) jurou defender a Constituição do país, em um ato que aconteceu em inglês. "Que Deus me ajude e me guie", pronunciou o presidente ao encerrar seu juramento, enquanto suas filhas, Asafa e Bajtawar, e seu filho Bilawal, líder nominal do PPP, celebravam sua posse em lágrimas. Com um rosto evidentemente satisfeito, Zardari escutou finalmente o hino paquistanês, antes de sair para passar em revista a guarda de honra presidencial. A cerimônia foi assistida pelo chefe da Forças Armadas paquistanesas, Ashfaq Kiyani, a presidente do Parlamento, Fahmida Mirza, os governadores e chefes de governo provinciais e os ministros de Guilani, assim como pela maioria dos líderes das legendas do país. O viúvo de Bhutto foi eleito no sábado novo presidente do país por um colégio eleitoral formado por 1.170 legisladores das Câmaras nacionais e provinciais.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoAsif Zardari

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.