Assad assegura que seu governo não corre perigo

O presidente da Síria, Bashar Assad, afirmou neste domingo que suas forças de segurança estão obtendo avanços diante de uma revolta iniciada há quase meio ano e disse que seu governo não corre o risco de cair. Os comentários do chefe de Estado sírio foram feitos durante uma entrevista concedida à televisão estatal do país e levada ao ar hoje.

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2011 | 16h25

Assad reafirmou planos de introduzir reformas na Síria, mas observou que uma comissão para estudar quais reformas serão aplicadas precisaria de pelo menos seis meses para trabalhar.

Em sua quarta aparição pública nos últimos meses, Assad comentou que "a situação na Síria pode parecer perigosa, mas na verdade o governo é capaz de lidar com ela".

Opositores do governo protestam desde março em diversas cidades do país para exigir mudanças. A repressão aos protestos já matou cerca de 2.000 pessoas, segundo ativistas contrários Assad. Segundo Damasco, os protestos são obra de uma conspiração externa e de sabotadores internos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaAssad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.