Assad diz que queda de seu governo pode provocar anos de instabilidade na região

O ditador sírio, Bashar Assad, disse ontem que a queda de seu regime teria um efeito dominó no Oriente Médio e desestabilizaria a região por longos anos. "Todos sabem que se houver uma divisão na Síria, ou se as forças terroristas tomarem o controle do país, haverá um contágio direto para os países vizinhos", declarou Assad à rede de TV Ulusal e ao jornal Aydinlik, ambos da Turquia.

O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2013 | 02h05

"Depois, haverá um efeito dominó até em países distantes do Oriente Médio, a oeste, a leste, ao norte, ao sul. Isso significa que haverá instabilidade durante longos anos na região", alertou o líder sírio. A entrevista foi divulgada na íntegra na página do governo sírio no Facebook.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.