Martial Trezzini/AP
Martial Trezzini/AP

'Assad precisa renunciar', diz ex-enviado especial da ONU à Síria

Kofi Annan pediu que os membros do Conselho de Segurança demonstrem 'coragem e liderança'

AE, Agência Estado

03 de agosto de 2012 | 12h44

LONDRES - O presidente da Síria, Bashar Assad, precisa deixar o cargo e uma "inclusiva" transição política de longo prazo deve ser negociada para trazer paz ao país, disse Kofi Annan, o enviado da ONU e da Liga Árabe que renunciou o cargo ontem, nesta sexta-feira, 3.

Veja também:

linkAnnan deixa posto de mediador da ONU e solução pacífica para Síria fica distante

linkAnnan diz que renuncia por 'impossibilidade de acordo político'

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Em artigo publicado no jornal inglês Financial Times, Annan pediu que os membros do Conselho de Segurança da ONU, citando em particular o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, demonstrem "coragem e liderança" para salvar a Síria da "pior calamidade."

Comentando a escalada do conflito armado entre as forças do regime e os rebeldes da oposição, Annan afirmou que "medidas militares apenas não encerrarão a crise", nem uma agenda política que "não é inclusive nem compreensiva". Também é preciso um compromisso genuíno de todos os lados do conflito e uma posição unida da comunidade internacional para uma transição política ser negociada com sucesso, disse ele.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.