Luke MacGregor/Reuters
Luke MacGregor/Reuters

Assange chega a tribunal de Londres para audiência sobre pedido de fiança

Juiz julga recurso da promotoria britânica contra libertação do fundador do WikiLeaks

estadão.com.br,

16 de dezembro de 2010 | 08h57

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, chegou na manhã desta quinta-feira,16, ao Tribunal Superior de Londres, onde será julgado um recurso da procuradoria britânica contra o pedido de liberdade condicional acatado por um juiz de Westminster na última terça.

Veja também:

especialEspecial: Por dentro do WikiLeaks

blog Radar Global: principais vazamentos do 'cablegate'

lista Veja tudo o que foi publicado sobre o assunto

O australiano de 39 anos foi preso no último dia 7 após a justiça da Suécia emitir um pedido de prisão internacional por meio da Interpol. Assange é acusado de manter relações sexuais sem preservativos com duas mulheres suecas, à revelia delas.

O fundador do WikiLeaks, responsável pelo vazamento de 250 mil mensagens diplomáticas do departamento de Estado americano, chegou ao tribunal em uma van do serviço penitenciário britânico.

Seu advogado, Mark Stephens, expressou confiança na sua libertação. Na terça-feira, a Justiça estipulou a fiança de 200 mil libras (R$ 533 mil) para o australiano. Caso seja libertado, ele terá de entregar seu passaporte e usar uma pulseira de identificação.

"Acreditamos que teremos o dinheiro para a fiança hoje. Já está no banco, aparentemente. Tivemos promessas de pessoas que já o apoiaram anteriormente", disse Stephens. "Todos eles se manifestaram e foram muito generosos em apoiá-lo financeiramente".

Entre as personalidades que apoiam Assange, estão os escritores Tariq Ali e Hanif Kureishi, a ativista Bianca Jagger, e os cineastas Ken Loach e Michael Moore.

Com Efe e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.