AFP PHOTO / BEN STANSALL
AFP PHOTO / BEN STANSALL

Assange promete novos vazamentos sobre Hillary Clinton antes das eleições

Fundador do site Wikeleaks afirmou que documentos relacionados à candidata democrata apresentam 'perspectivas inesperadas e interessantes' e alguns são 'divertidos'

O Estado de S. Paulo

25 Agosto 2016 | 12h47

WASHINGTON - O fundador do Wikileaks, Julian Assange, anunciou na quinta-feira 24 o vazamento de milhares de novos documentos da candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, antes das eleições marcadas para o mês de novembro. "Há vários tipos de documentos de diversas instituições que têm ligações com a campanha presidencial, alguns com perspectivas inesperadas e interessantes, alguns até mesmo divertidos", disse Assange, em entrevista para a "Fox News".

Além disso, o australiano garantiu que o vazamento pode ter um impacto "significativo" nas eleições que serão disputadas entre Hillary e o republicano Donald Trump, no próximo dia 8 de novembro. No entanto, Assange, como geralmente acontece, não revelou a data de publicação do novo material e nem o seu conteúdo.

Em julho, o Wikileaks divulgou milhares de e-mails da direção democrata que evidenciaram o tratamento que beneficiava Hillary Clinton na disputa com o senador Bernie Sanders durante o processo das eleições primárias do partido.

O vazamento causou um terremoto político nos EUA e todos os olhares se voltaram para a inteligência russa como possível responsável do "hackeamento". Após esse vazamento, Assange apareceu em uma entrevista para a "CNN" ameaçando publicar "muito mais material". / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.