Assange se irrita com lançamento de biografia

O fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, acusou a editora Canongate Books de quebra de contrato por ter publicado sua autobiografia sem sua autorização. Assange começou o projeto com a editora, mas, após mais de 50 horas de entrevistas e a leitura do primeiro rascunho da obra, desistiu e tentou cancelar o projeto. A editora já havia pago um adiantamento a Assange e decidiu publicar a obra sem o seu consentimento. O livro narra a infância de Assange na Austrália e como ele se tornou fascinado por computadores.

O Estado de S.Paulo

23 Setembro 2011 | 03h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.