Assassinados sindicalistas de multinacional na Colômbia

Dois líderes sindicais da multinacional Drummond, que opera na Colômbia, foram assassinados ontem no norte do país, informaram nesta terça-feira autoridades locais. "Aparentemente, (os assassinatos) são atribuídos a grupos de autodefesas", disse hoje o comandante de polícia do departamento de César, coronel Hugo Alfonso Cepeda, à emissora de tevê RCN.O presidente do sindicato, Valmore Locarno, e o vice-presidente, Víctor Orcasita, foram abordados por supostos paramilitares quando estavam em um ônibus nas proximidades da localidade de Puente Canoa, 550 quilômetros ao norte de Bogotá, contaram testemunhas. O presidente da Drummond, Alfonso Jiménez, disse estar comovido com a notícia. Ele anunciou que a empresa suspenderia momentaneamente suas operações no departamento de César.De acordo com a Central Única dos Trabalhadores, 2.091 sindicalistas foram assassinados nos últimos 10 anos em decorrência do conflito armado que já dura quatro décadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.