Assassinatos em prisões crescem 15% em 1 ano

Além da piora nos índices de violência urbana, o número de assassinatos em prisões da Venezuela vêm crescendo rapidamente, indica um relatório publicado ontem. Segundo o Observatório das Prisões Venezuelanas, desde o início do ano mais de 300 detentos morreram em confrontos entre gangues rivais - aumento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado. Mais de 500 presos ficaram feridos em 2012.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.