Assassino de militante se entrega, diz polícia

ARGENTINA

, O Estado de S.Paulo

25 de outubro de 2010 | 00h00

A polícia argentina anunciou ontem a prisão do suposto assassino do militante Mariano Ferreyra, morto na quarta-feira em confronto entre confederações sindicais rivais. Cristian Favale se apresentou à polícia com seu advogado. Ele afirma ser inocente e poder ajudar a identificar o autor do crime. Favale solicitara ingresso na União Ferroviária e tinha no Facebook fotos com dois ministros de Cristina Kirchner.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.