Assassinos de empresário japonês são capturados na Colômbia

Dois guerrilheiros do grupo que matou o empresário japonês Chikao Muramatsu foram presos, informou neste sábado o exército da Colômbia. Eles caíram em poder dos militares durante uma operação contra o grupo de extorsão e seqüestro da frente 22 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em uma zona rural do município de Quipile, a 60 km de Bogotá.Os guerrilheiros foram identificados como Sandra Milena Ramírez, de codinome "Luz Dary" e com sete anos de atuação nas Farc, e Jorge Antonio Beltrán Peña, o "Danilo", que participava há dois anos da guerrilha.Muramatsu foi seqüestrado em Bogotá, em 22 de fevereiro de 2001, por um grupo que posteriormente o vendeu para as Farc. A guerrilha pediu milhares de dólares para a liberação do empresário. Após ter permanecido por 33 meses em cativeiro, ele foi assassinado, na semana passada, na mesma região onde foram capturados os dois guerrilheiros que, segundo o exército, fazem parte do grupo que o mataram. Na operação deste sábado, os militares não conseguiram prender "Alexander", o líder do bando acusado de ser o autor dos disparos contra Muramatsu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.