Assembleia aprova poderes especiais a Hugo Chávez

A Assembleia Nacional da Venezuela, de maioria governista, aprovou nesta terça-feira em primeira votação o pedido do presidente Hugo Chávez para que ele tenha um ano de poderes especiais - o chamado "projeto habilitante" - a fim de aprovar leis por decreto, decisão vista pela oposição como um golpe na democracia. Espera-se que a segunda, e decisiva votação, se realize na quinta-feira.

CARACAS, 14 (AE), Agência Estado

14 de dezembro de 2010 | 23h46

O presidente justificou o pedido com a necessidade de atender ao estado de emergência por que passa o país após as chuvas recentes, que já mataram 40 pessoas e deixaram cerca de 130 mil desabrigados. Em seus 11 anos de governo, Chávez já contou com três "projetos habilitantes", a exemplo do que foi aprovado hoje.

Um de seis meses em 1999, outro de um ano, em 2000 e um terceiro, de um ano e meio, em 2007. Com esses poderes especiais, Chávez aprovou mais de 100 leis, dentre elas, as que permitiram nacionalizar o setor petroleiro e elevar o número de magistrados na Corte. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.