Assembleia do Afeganistão aprova pacto com EUA

Cabul, 19 - A tradicional assembleia nacional do Afeganistão aprovou um pacto de segurança de longo prazo com os Estados Unidos, mas impôs algumas condições, incluindo o fim das impopulares incursões noturnas pelas forças militares à procura de insurgentes.

Agência Estado

19 de novembro de 2011 | 12h33

Uma resolução emitida neste sábado no fim de uma assembleia Loya Jirga aceitou o pedido do presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, por um pacto que regulará a presença das tropas dos EUA após 2014, quando a maior parte das forças internacionais deverá deixar o país ou assumir um papel de apoio.

No entanto, mais de dois mil delegados pediram ao presidente para assegurar que os EUA encerrem as incursões noturnas, entreguem todos os detidos em sua custódia e limites de até 10 anos para qualquer acordo. Eles também disseram que o pacto futuro precisa ser aprovado pelo Parlamento. As informações são da Dow Jones. (Clarissa Mangueira)

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoEUAmilitares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.