, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2010 | 00h00

A Assembleia-Geral da ONU condenou ontem, pela 19.ª vez, o embargo americano a Cuba e pediu o fim das sanções impostas durante a Guerra Fria. Dos 192 membros da ONU, 187 votaram a favor da resolução - EUA e Israel votaram contra, e 3 pequenas nações se abstiveram. O representante cubano disse que, apesar de o presidente Barack Obama ter anunciado um novo começo na relação entre Cuba e EUA, o embargo "permanece com todo rigor".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.