Assembléia Geral da ONU exige demolição do muro de Israel

A Assembléia Geral das Nações Unidas aprovou, por maioria esmagadora, uma resolução exigindo que o governo de Israel obedeça a uma decisão da Corte Internacional de Justiça e remova a barreira que está sendo construída para isolar o território palestino da Cisjordânia. A Corte não questionou o direito de Israel de erguer o muro em terras israelenses, mas condenou a invasão dos territórios palestinos pela barreira. A decisão da Assembléia foi tomada por 150 votos a favor, seis contra (incluindo os EUA) e dez abstenções. As resoluções da Assembléia Geral, assim como os veredictos da Corte Internacional, não têm peso de lei, mas carregam forte apelo simbólico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.