Assentamentos israelenses são cidades, vilas ou trailers

Os assentamentos, ou colônias, estabelecidos por Israel nos territórios ocupados após a Guerra de Seis Dias de 1967 vêm em todas as formas e tamanhos, refletindo os mais de 30 anos passados desde o início de seu estabelecimento. Gilo, em Jerusalém, é indistinguível dos demais subúrbios da cidade sagrada. O bloco de assentamentos de Gush Katif, na Faixa de Gaza, é uma comunidade de vilarejos protegidos e cercados por muros, tanques e soldados. Uma colônias estabelecidas ali é a de Neve Dekalim (foto). No extremo oposto há os chamados postos avançados, normalmente compostos por trailers, casas feitas de contêineres e outras construções precárias. O governo do primeiro-ministro Ariel Sharon vem reprimindo o surgimento de novos postos avançados. Em 2003, escavadeiras do Exército de Israel destruíram um posto estabelecido a leste do assentamento de Neve Erez. Não obstante, o governo continua autorizando a construção de novos blocos residenciais em assentamentos já estabelecidos.

Agencia Estado,

27 Outubro 2004 | 16h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.