Assessor de Bo Xilai é condenado a 9 anos de prisão

A Corte Intermediária do Povo de Hefei condenou Zhang Xiaojun, um assessor da família de Bo Xilai, a nove anos de prisão por associação com o assassinato de Neil Heywood, informaram observadores. O empresário britânico foi morto por Gu Kailai, mulher de Bo. A Embaixada do Reino Unido em Pequim mostrou satisfação com o veredicto do julgamento de Gu Kailai. Ela foi condenada à pena de morte suspensa, penalidade que, na China, geralmente resulta em prisão perpétua. A esposa do ex-membro do Partido Comunista não contestou a condenação.

Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 01h09

"Congratulamo-nos com o fato de as autoridades chinesas terem investigado a morte de Neil Heywood e julgado aqueles que identificaram como responsáveis", afirmou a embaixada em um comunicado divulgado nesta Segunda-feira. Diz, ainda a nota: "Nós sempre deixamos claro às autoridades chinesas que queríamos que o julgamento deste caso fosse feito em conformidade com as normas internacionais de direitos humanos e que a pena de morte não fosse aplicada."

"Nossos pensamentos estão com a família do Sr. Heywood neste período angustiante. Funcionários consulares têm assistido o julgamento para cumprir as responsabilidades do Consulado com a família e nosso foco continua a ser o de oferecer a eles todo o apoio possível", finaliza a nota. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
assessorBo Xilaicondenação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.