Assessor de Giuliani é acusado de corrupção

O ex-chefe da polícia de Nova York Bernard Kerik, amigo do ex-prefeito e pré-candidato republicano à presidência Rudolph Giuliani, foi indiciado ontem por fraude fiscal e corrupção. Kerik é acusado de aceitar US$ 165 mil de uma empresa que reformou seu apartamento no bairro do Bronx. A companhia participava de uma licitação para obter uma obra em Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.