Assessor de herdeira da L'Oréal é detido na França

O assessor financeiro da herdeira do império dos cosméticos L''Oréal foi detido hoje para interrogatório. Outras três pessoas foram chamadas para prestar depoimento. A ação policial é mais um capítulo do escândalo em que foi envolvido o governo francês.

AE-AP, Agência Estado

15 de julho de 2010 | 12h43

Patrice de Maistre, assessor financeiro de Liliane Bettencourt, foi interrogado por promotores, segundo um funcionário da promotoria de Nanterre. Entre os outros detidos estava o fotógrafo de celebridades Francois-Marie Banier, acusado de chantagem pela filha de Liliane. Também foram interrogados Fabrice Goguel, ex-advogado fiscal de Liliane, e Carles Vejarano, encarregado de uma ilha da bilionária nas Seychelles.

Todos foram interrogados como parte de uma investigação preliminar das finanças de Liliane, que inclui suposta evasão fiscal. Liliane é a mulher mais rica da França e uma das maiores contribuintes do país.

As finanças de Liliane estão no centro de uma tormenta política centrada em acusações de que ela deu dinheiro ilegalmente ao partido União por um Movimento Popular (UMP), do presidente Nicolas Sarkozy, durante a campanha presidencial de 2007. Sarkozy, eleito na disputa, nega as acusações.

Tudo o que sabemos sobre:
L'Oréalherdeiradetençãoassessor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.