Assessor de Menem admite propostas de renúncia

Pela primeira vez, uma voz da corrente de seguidores do ex-presidente Carlos Menem no Partido Justicialista admite que existam "algumas posições" em torno da candidatura de Menem que propõem a possibilidade de ele desistir da disputa presidencial. Alberto Kohan, ex-ministro e um dos principais auxiliares do ex-presidente, confirmou a existência da proposta de abandono do segundo turno das eleições, mas informou que Menem continua no páreo. Ele também desmentiu que a corrente de apoio ao ex-presidente, o chamando menemismo, esteja dividida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.